De acordo com a Global Firepower, as Forças Armadas Brasileira (Exército, Marinha e Aeronáutica) são a maior da América Latina. Além disso, ocupa o 14° lugar no ranking global de potências militares.

Assim, esses dados podem causar estranheza, visto que o Brasil não participa de guerras e nem costuma correr esse risco.

Entretanto, esse poderio militar tem uma explicação histórica e até cultural.

Recentemente, segundo um levantamento da revista britânica The Economist, ficou comprovado que, por aqui, esses militares também atuam como policiais comuns.

Cuidando, principalmente, de demandas de governantes perante a crise econômica e realizando patrulhamentos em operações em cidades.

Inclusive, outro dado interessante dessa pesquisa é a satisfação dos brasileiros com as Forças Armadas.

A instituição foi eleita como a mais confiável do país e os soldados são vistos como profissionais competentes, honestos e que prezam pela gentileza.

Então, entendido esse papel e histórico, veja o que mais contribui para essa potência militar.

O que torna essa Força Armada (FA) tão imponente?

Para começar, além de atuar direto com a defesa da população e de Chefes de Estado, por exemplo, as FA têm um importante papel na prevenção de conflitos.

Prova disso, está nos treinamentos que são realizados para atuar em protestos e situações de risco.

Entre eles, por exemplo, está um centro de qualificação em Campinas, em São Paulo, que testa bombas de gás lacrimogêneo.

Até então, essa seria uma função apenas da polícia. Mas, no Brasil, as Forças Armadas também atuam nessas frentes.

Além disso, está toda a atuação dos militares em ações de preservação do meio ambiente, proteção de território em divisas, salvamento e cuidados sociais, entre outros.

Inclusive, para você ter uma ideia da necessidade de contar com muitos soldados, o território brasileiro tem mais de 8,5 milhões de metros quadrados de extensão territorial.

Ou seja, são muitas fronteiras, litorais e situações distintas onde é necessário ter a presença das forças de segurança.

Para isso, de acordo com levantamento da revista Super Interessante de 2019, o as Forças Armadas contam com:

  • 334.000 pessoas em seu efetivo
  • 437 tanques de guerra;
  • 706 aeronaves. Porém, entre eles, 43 caças e 121 bombardeiros;
  • 5 submarinos exclusivos;
  • 110 navios.

Então, esse poderio mostra a grandeza da Força armada Sozinha. Entretanto, em uma situação de guerra ou ameaça real ao país, geralmente se unem Forças.

Como ingressar no exército brasileiro?

Por fim, agora que você já sabe algumas características do exército brasileiro, que tal descobrir como entrar na força armada?

Afinal, existem diversas maneiras de iniciar carreira militar por lá, desde o serviço obrigatório até a realização de concursos públicos.

Assim, entre os certames que podem ser realizados estão os das seguintes instituições:

  • Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx);
  • Escola de Sargentos das Armas (ESA).

Agora, saiba que você pode fazer cursos preparatórios online com a ajuda da Unipré para essas escolas.

Para isso, basta se inscrever no curso de seu interesse, EsPCEx ou ESA,  e começar a se preparar. Então, conheça, estude e inicie a carreira dos seus sonhos no exército brasileiro!

×